Em resposta à nossa campanha de mobilização para que a Prefeitura de Curitiba retome a política de ciclomobilidade em Curitiba, para que o prefeito Rafael Greca cumpra as suas promessas de campanha sobre mobilidade ativa, foi anunciado, nesta quinta (9), que o Plano Cicloviário será revisado. Veja a matéria da prefeitura.

Nós publicamos um vídeo questionando o prefeito: “Até quando o prefeito Rafael Greca vai arriscar a vida dos ciclistas de Curitiba?”, com a hashtag #AtéQuandoPrefeito e uma petição, que em três dias já conta com mais de 3 mil assinaturas, para que a prefeitura retome os investimentos em infraestrutura cicloviária e volte a investir em mobilidade ativa em Curitiba. O anúncio da prefeitura é só uma tentativa de responder à nossa indignação e de todos os usuários da bicicleta.

Mais promessas
Mais uma vez, o prefeito anuncia promessas. Ao invés de fazer autocrítica, aponta o dedo culpando as gestões anteriores. A verdade é que nestes quase 20 meses da sua gestão quase nada foi feito. O que a prefeitura diz na matéria é irrelevante como política de ciclomobilidade.

Este descaso tem colocado os usuários da bicicleta como meio de transporte em risco, com o aumento da insegurança nas vias por falta de infraestrutura adequada e ampliação da malha cicloviária. Tudo por conta de um planejamento de trânsito que privilegia o transporte individual motorizado, o carro, em detrimento do coletivo e ativo.

Cortes no orçamento para bicicleta
Os binários e os recapeamentos de vias aumentam a velocidade dos automóveis e ampliam a falta de segurança, pois faltam sinalizações horizontais e verticais, colocando pedestres e ciclistas em risco. Outro agravante é que a infraestrutura cicloviária existente não tem manutenção desde o início da gestão.

São mais de R$ 240 milhões para asfalto e reduções constantes nos valores no Orçamento Municipal para política de ciclomobilidade, que sofreu corte de R$ 597 mil, ou seja, de quase 30% do previsto no Orçamento.

Tudo isto confirma o descaso e que este anúncio de revisão do Plano Cicloviário é só mais um blá blá blá do prefeito Greca.

Antidemocrático
O mais grave nisto tudo é a falta de participação da sociedade, dos ciclistas e pedestres e de suas entidades, da sociedade civil, da Câmara Municipal e de todos aqueles que poderiam colaborar na elaboração do plano cicloviário. Como se pode discutir uma revisão de um plano sem que os maiores interessados possam opinar, sem uma audiência pública sequer?

Queremos menos promessas e mais ação, mais transparência e democracia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here