Câmara Municipal aprova retrocesso nas políticas de drogas!

Ao invés de seguir a tendência mundial de lidar com as drogas focando mais na redução de danos do que na repressão, a Câmara Municipal de Curitiba se colocou, nesta segunda (13), na vanguarda do atraso!

Foi discutido um projeto polêmico que pretende obrigar usuários pegos com drogas a frequentarem grupos de ajuda mútua. O projeto, a princípio, previa também pena de R$ 100 aos usuários pegos usando drogas, mas foi alterado.

Apenas os vereadores Goura e Professora Josete se manifestaram contra o projeto. Ambos reforçaram a importância em debater esse assunto, mas de outra forma, a partir de pesquisas científicas e o debate com instituições.

Os principais questionamentos de Goura e Josete foram:

– Quem vai fazer a fiscalização? A polícia? A Guarda Municipal?

– É inteligente as forças segurança continuarem perdendo tempo perseguindo usuários de drogas com tantos crimes de verdade acontecendo pela cidade?

– Não será uma forma de criminalizar ainda mais usuários de baixa renda, sem praticamente afetar usuários de classe alta?

– Com base no que o projeto foi elaborado? Há algum exemplo que demonstra a eficácia de ações como essas?

– O que vai acontecer com quem for obrigado ir aos encontros e não for?

– Qual será o custo dessas ações para o município?

“Não acredito que a criminalização vá trazer redução no número de usuários de drogas”, resumiu a profesora Josete. Nós também não – e nem os principais países do mundo. Veja nas reportagens sobre o assunto nos comentários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here