O deputado estadual Goura cumpriu, nesta segunda-feira (18), duas agendas para tratar de assuntos relacionados à mobilidade por bicicleta, segurança, infraestrutura e educação no trânsito. A primeira foi com o diretor-geral do Detran-PR, Cesar Vinicius Kogut, e a outra com o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

“Estamos apresentando às autoridades estaduais as pautas que historicamente defendemos. São temas que não são nem de esquerda e nem de direita, para fugirmos dessa falsa polarização que tomou conta da política no Brasil”, comentou Goura ao falar das duas agendas.

“São questões suprapartidárias e queremos o apoio não só dos deputados estaduais na Assembleia, como também do Governo do Estado. Que se comprometam com esses temas, que são importantes para toda a população”, disse.

Detran-PR

Com o diretor-geral do Detran-PR, o deputado falou sobre a necessidade de se melhorar a segurança do trânsito tanto para pedestres como para ciclistas. Goura lembrou que já foram feitas parcerias em ocasiões anteriores, quando foi presidente da CicloIguaçu, e mais tarde como vereador.

“Queremos que o Detran seja parceiro nas ações e sugerimos que sejam desenvolvidas mais campanhas educativas, com o objetivo de melhorar a segurança e diminuirmos a violência no trânsito. Que o objetivo seja alcançar morte zero no trânsito”, disse Goura.

Entre a sugestões educativas, o deputado citou a produção de materiais como a cartilha ‘Ciclistas e o Código de Trânsito’, além da produção e distribuição de adesivos e tornozeleiras reflexivas.

“Também lembramos que o Detran-PR pode ter um papel fundamental no fomento da mobilidade ativa, especialmente da bicicleta, com investimento em sinalização nas vias públicas para melhorar a segurança e até mesmo no incentivo ao cicloturismo”, informou.

O diretor-geral se mostrou simpático às sugestões e se colocou à disposição para efetivar as parcerias. “Vamos fazer sim. Gosto e acho importantíssimo trabalharmos com educação no trânsito. Só assim podemos diminuir a violência e as mortes no trânsito”, comentou Kogut.

Secretaria de Infraestrutura

Na conversa com o secretário Sandro Alex, o deputado Goura colocou o mandato à disposição para que a secretaria e o DER desenvolvam mais ações e projetos na área da ciclomobilidade e promovam investimentos em infraestrutura para a bicicleta.

“A Região Metropolitana de Curitiba (RMC), por exemplo, poderia receber investimentos em infraestrutura cicloviária, com a implantação de ciclovias interligando os municípios ao sistema de transporte coletivo, criação de bicicletários nos terminais de transporte de passageiros e sinalização de segurança”, disse Goura ao secretário Sandro Alex.

Goura também falou sobre a questão da segurança nas rodovias do Paraná citando os casos da Rodovia Leopoldo Jacomel (PR-415), que liga Curitiba a Piraquara, e da Rodovia dos Minérios (PR-092), que liga Curitiba até a divisa com São Paulo

“Na Leopoldo Jacomel o problema é que a duplicação melhorou o trânsito, mas aumentou a velocidade em alguns trechos piorando a segurança. Na dos Minérios, o problema é a falta de sinalização horizontal e vertical, que compromete a segurança”, explicou.

O secretário Sandro Alex também foi bem receptivo às pautas do deputado Goura e disse que são temas importantes e que serão considerados. “Gostei das propostas e da ideia de que o Paraná pode ser um ‘estado amigo da bicicleta’ como sugeriu o deputado”, disse o secretário.

Ele também disse que a ciclomobilidade deverá ser contemplada nos novos projetos de rodovias. “Os novos projetos podem, com certeza, ter também infraestrutura para as bicicletas. A Faixa de Infraestrutura do Litoral, por exemplo, deveria ter esta previsão, mas não tem. Por isso, e por outros motivos, este projeto será repensado”, garantiu.

Goura também demonstrou suas preocupações com a segurança dos ciclistas nas rodovias do Paraná. “Temos a BR-277, que liga Curitiba ao Litoral, e que é muito utilizada por ciclistas, entre atletas profissionais e amadores, que estão vulneráveis a acidentes por falta de sinalização e de segurança e até mesmo da falta de conscientização dos motoristas”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here