O deputado estadual Goura (PDT) promove, nesta quarta-feira, dia 29, a partir das 9 horas, na Assembleia Legislativa do Paraná, audiência pública sobre “Cannabis Medicinal, Por que regulamentar?”, com o objetivo de debater o porquê – mesmo com os resultados promissores do seu uso como medicamento -, a burocracia, o preconceito e a falta de informação ainda são grandes obstáculos para o uso medicinal da maconha.

“É preciso lançar luz no debate sobre a regulação da cannabis medicinal”, afirma Goura, que debate o tema da cannabis medicinal desde quando era vereador de Curitiba e realizou uma audiência pública sobre o tema. Segundo ele, não há motivos para as restrições que os possíveis beneficiários dos medicamentos derivados da maconha enfrentam no Brasil. “É uma situação absurda”, diz.

Para ele, é necessário debater o assunto da forma mais ampla e direta possível. “Não podemos ficar no obscurantismo e no preconceito, que só alimentam a violência e a exclusão, quando se trata de um assunto sério como a cannabis medicinal”, afirma Goura. “São inúmeras as pesquisas, as constatações científicas que comprovam que a maconha tem propriedades medicinais únicas que devem ser exploradas”.

Goura explica que esta situação contraditória entre tratar a maconha como droga ou remédio esconde muita hipocrisia, além de preconceito e desinformação. “A política de ‘guerra às drogas’ se mostrou um fracasso e só ampliou, para pior, os problemas relacionados às drogas de várias formas”, diz. “

“Com uma nova abordagem sobre a cannabis medicinal vamos transformar vidas e beneficiar muitas pessoas. Precisamos acolher e respeitar o direito delas de ter acesso ao tratamento adequado proporcionado pela cannabis medicinal”, completa Goura.

Ele informa que na audiência pública estarão presentes pacientes e familiares, médicos, químicos, advogados, ativistas e políticos que vão compartilhar suas experiências sobre a cannabis medicinal. “O objetivo é elucidar cada vez mais a sociedade sobre este que se revelou um remédio milagroso para muitas pessoas.”

Medicamento

A cannabis medicinal é um dos remédios mais promissores no auxílio ao tratamento de doenças como câncer, depressão, dependência química, mal de Parkinson e Alzheimer, síndrome de Dravet, autismo, dores crônicas, enxaqueca, insônia, epilepsia e autismo. E pode ser administrada a pacientes idosos, adultos e crianças.

Participantes da audiência e o tema de suas falas:

  • Maria Aline (Mãe do Victor) – Maconha e qualidade de vida no tratamento de epilepsia e autismo
  • Andrea Silvério Martino (Mãe da Isadora) –  Os benefícios da cannabis e a urgência de políticas do fortalecimento das associações
  • Fabiano Soares – (Químico) – Cannabis medicinal: muito além do canabidiol.
  • Andre Brofman (CEO – Green Med) – Fornecimento de canabidiol importado para pacientes no Brasil.
  • Dra. Paula Stella (Médica) – Cannabis Medicinal: droga ou remédio?
  • Diogo Busse (Advogado) – A regulação da cannabis medicinal no Brasil e no mundo
  • André Feiges (Advogado – REFORMA/OAB) – Justiça criminal e maconha medicinal
  • Marcelo Jugend (Especialista em Seg. Pública) – Os impactos da guerra às drogas nos índices de violência urbana
  • Mauro Leno (Marcha da Maconha Curitiba) – O movimento pró-cannabis no Brasil: histórico e perspectivas.
  • Goura Nataraj – (Deputado Estadual – PDT) – A importância do debate sobre cannabis medicinal na política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here