Goura, deputado estadual, vice-presidente da Comissão do Mercosul e Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa do Paraná, participa, nesta segunda-feira (1), em Aveiro, em Portugal, do “Seminário Cultura Território e Lazer – Diálogos Entre Políticas Públicas do Brasil e Portugal” a convite da Universidade de Aveiro (UA).

 

O evento é organizado pelo Centro de Línguas, Literaturas e Culturas, pelo GOVCOPP e pelo Núcleo de Estudos em Cultura e Ócio da UA. “Vamos falar sobre as nossas experiências no ativismo e a sua relação com o poder público. Contar a nossa trajetória, que nos levou do cicloativismo ao mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Paraná.

 

“São vários questionamentos que este debate propõe sobre o papel do poder público e suas relações com os ativismos e os movimentos sociais. No seminário querem saber quais os resultados alcançados e sobre as dificuldades e barreiras encontradas neste relacionamento”, explicou Goura.

 

Conversa em Coimbra

No sábado (29), Goura participou de dois encontros na cidade de Coimbra. O primeiro foi com a pesquisadora, ativista e professoro Luciane Lucas dos Santos, que é integrante do Grupo de Estudos sobre Economia Solidária do CES (ECOSOL/CES) ligados ao Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC). Depois, ele se encontrou com Nathalie Nunes, uma das pesquisadoras e integrante do consórcio URBiNAT (Urban Innovative and Inclusive Nature), que trabalham com  projetos de regeneração urbana e habitação social.

 

Conversa sobre cicloativismo em Aveiro

Ainda em Aveiro, na terça-feira, dia 2 de julho, Goura vai se reunir com a presidente da Cicloaveiro (Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta de Aveiro) Joana Ivonia, para conversar sobre políticas de ciclomobilidade. Depois, ele se encontra com o professor José Mota do Laboratório Cívico na Associação dos Moradores do Bairro Santiago/Aveiro.

 

Papo sobre Política sobre drogas

Goura vai se encontrar, no dia 4 de julho, em Lisboa, com uma das maiores autoridades mundiais sobre políticas de públicas sobre drogas, o médico português João Goulão. Ele é o atual diretor-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) do Governo de Portugal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here