O projeto de lei n° 391/2019, de autoria do Poder Executivo, que altera dispositivos da lei nº 12.945, de 6 de setembro de 2000, que instituiu o Fundo Estadual do Meio Ambiente (Fema), foi aprovado, nesta segunda-feira (9), em segunda e terceira votações, na Assembleia Legislativa, com emenda proposta pelo deputado Goura e negociada com a bancada governista.

“A emenda aprovada foi resultado de ampla discussão com diversas entidades da sociedade civil ligadas à preservação do Meio Ambiente, contemplando igualmente as considerações do Centro de Apoio das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente e de Habitação e Urbanismo (CAOPMAHU) do Ministério Público do Paraná, encaminhadas em parecer enviado à Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais”, explicou Goura, que é o presidente desta comissão.

O deputado explicou que a alteração do art. 5º da Lei do Fema era necessária para se preservar a finalidade do fundo. “Com a emenda mantivemos o enfoque das aplicações dos recursos no controle, preservação, conservação e recuperação do meio ambiente. Esta foi a recomendação do MP e conseguimos negociar com a base do governo para excluir a aplicação de recursos do fundo em planos, programas e projetos que possuem dotação orçamentária própria e finalidade diversa.”

Segunda emenda rejeitada

Uma segunda emenda proposta pelo deputado foi rejeitada pelo plenário e tinha por objetivo distinguir os recursos provenientes de condenações em dinheiro em indenizações por danos nas Ações Civis Públicas das multas administrativas e sanções judiciais por infrações às normas ambientais.

“Nosso propósito foi o de adequar o Fema ao artigo 13 da Lei Federal nº 7.347, de 24 de julho de 1985, que prevê a criação de um comitê com representantes do MP e da comunidade e que os recursos devem ser aplicados na reconstituição dos bens lesados. Mas os deputados preferiram não acatar esta proposta de controle social dos recursos do Fema”, criticou Goura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here