Deputado Goura elogia a aprovação da Frente Parlamentar de Promoção e Defesa das Universidades Públicas do Paraná

A aprovação da criação da Frente Parlamentar de Promoção e Defesa das Universidades Públicas do Paraná pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), nesta quarta-feira (9), foi elogiada pelo deputado estadual Goura (PDT), autor da proposta, que teve o apoio de outros 17 parlamentares.

“As universidades públicas do Paraná, incluindo, além das sete estaduais, as quatro federais, são fundamentais para o Paraná. A formalização da Frente Parlamentar de Promoção e Defesa das Universidades Públicas é importante por dar mais atenção aos temas relacionados às universidades públicas na Assembleia Legislativa.”

Goura justificou a criação da frente como uma forma de fortalecer as universidades e instituições públicas de ensino superior por serem importantes polos de disseminação de conhecimento, pesquisa e extensão. “As universidades públicas têm contribuído muito para o desenvolvimento econômico e social do Paraná”, explicou.

O deputado lembrou que a da Frente Parlamentar de Promoção e Defesa das Universidades Públicas está ativa desde que teve o requerimento de criação protocolado em maio deste ano.

“A frente atuou desde sua criação na intermediação dos impasses entre o Governo do Estado e as reitorias em relação ao contingenciamento de verbas e outras questões, como a proposta da Lei Geral das Universidades, que foi rechaçada pelas entidades representantes dos professores, por exemplo”.

“Não falamos só da formação de milhares de alunos com qualificações, mas também de toda a pesquisa científica e tecnológica que impulsionam o desenvolvimento do estado e é nesse sentido que a frente parlamentar vai continuar atuando”, disse Goura.

 

Confira aqui a matéria da Assembleia sobre a aprovação da frente parlamentar.

Aqui a matéria do site Mandato Goura sobre a criação da frente e aqui a matéria sobre o recebimento do parecer contrário à Lei Geral das Universidades proposta pelo Governo do Estado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here