O projeto de lei n° 122/2019, que institui Circuito Cicloturístico do Alto Iguaçu, foi aprovado em segunda discussão, nesta segunda-feira (9), na Assembleia Legislativa do Paraná. Este é o segundo projeto de lei aprovado pelo deputado estadual Goura (PDT), que já teve a proposição que proíbe o fracking no Paraná (Lei nº 19.878) aprovada este ano. Um terceiro, o que cria a “Semana Estadual do Lixo Zero no Paraná” (PL nº 69/2019), já foi votado em primeira discussão e deve voltar a plenário em breve.

“A aprovação do projeto vai movimentar a economia e dar aos municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) uma nova alternativa para o desenvolvimento sustentável e fomentar a economia local. As prefeituras a poderão estabelecer as principais atrações e criar rotas que darão mais segurança e tranquilidade aos ciclistas”, comentou Goura.

Segundo o deputado, será de competência do Executivo Estadual estabelecer o traçado geral, com o objetivo de integrar os municípios e suas rotas, e fazer a divulgação do Circuito Cicloturístico do Alto do Iguaçu. “Assim teremos uma política pública de promoção do cicloturismo com benefícios para todos os envolvidos”, disse Goura. “Por isso também propusemos uma PL que cria a Lei do Cicloturismo do Paraná”, completou.

Clique na foto abaixo para ler a matéria sobre a Lei do Cicloturismo do Paraná:

Circuito das Nascentes

O deputado contou que os municípios de Pinhais, Piraquara e Quatro Barras, na RMC, lançaram, em julho, a Ciclorrotas Nascentes do Iguaçu, que tem 42,1 quilômetros de extensão na região do Alto Iguaçu. “Estes municípios se anteciparam, em um processo que envolveu diversos setores da sociedade, e fizeram um projeto que visa desenvolver o cicloturismo. Um exemplo de circuito cicloturístico para todo o estado”.

Os deputados Delegado Recalcatti (PSD) e Galo (PODE) também assinam o PL do Circuito Cicloturístico do Alto Iguaçu.

Confira a íntegra do projeto clicando na foto:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here