O deputado Goura conversou, na noite desta quinta-feira (24), com os estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR – Câmpus Curitiba), na sede Ecoville, durante a programação da Semana da Sustentabilidade promovida pela Comissão do Plano de Logística Sustentável sobre o projeto de lei (PL Nº 438/2019), protocolado na Assembleia Legislativa do Paraná, que propõe Curitiba e Região Metropolitana livres de agrotóxicos.

“Este projeto de lei tem como objetivo melhorar a saúde e a qualidade de vida da população, preservar os recursos hídricos e favorecer a produção orgânica e sustentável. E não tem dada de radical. Ele prevê que o comércio, o consumo e o armazenamento de agrotóxicos sejam restringidos gradualmente em 50% até 2025 e em 100% até 2030”, disse Goura no início da sua fala.

Prazo razoável

O deputado explicou que o prazo de 10 anos para a transição da agricultura convencional para a agroecológica ou orgânica é bem razoável. “Estamos falando em um prazo de 10 anos. Vamos fazer tudo para que a sociedade seja esclarecida antes que a proposta comece a tramitar formalmente e depois seja votada”, explicou Goura ao esclarecer que o projeto foi protocolado, mas ainda não começou a ser apreciado nas comissões da assembleia.

A participação do deputado na Semana da Sustentabilidade atendeu ao convite do professor e membro da Comissão do câmpus Curitiba da UTFPR, Eloy Casagrande.

Clique aqui e conheça o projeto de lei (PL Nº 438/2019), que tem como objetivo de fazer Curitiba e a Região Metropolitana (RMC) uma zona livre de agrotóxicos.

Clique aqui e assine e apoie o projeto Curitiba e Região #LivresDeAgrotóxicos!