A troca de experiências entre Brasil e Angola sobre políticas públicas de descarte de lixo e processamento de resíduos é o objetivo de uma Missão Oficial que será organizada Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A proposta foi apresentada pelo deputado Goura (PDT) durante uma reunião entre o presidente da Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB) e autoridades ambientais de Angola ocorrida nesta quarta-feira (17) no Gabinete da Presidência.

“Muito interessante a proposta de uma parceria visando a melhoria na política de resíduos. Temos no Brasil uma política nacional de resíduos sólidos, mas tanto Curitiba quanto outras cidades paranaenses precisam avançar muito para tratar de temas ligados à compostagem, tratamento adequado de resíduos orgânicos e ao tratamento social. A gente sabe que toda economia dos resíduos traz consigo uma preocupação muito grande que é de Direitos Humanos. Precisamos incentivar a troca de informações, de boas práticas, bem como trocas comerciais empresariais. O Paraná tem muito a crescer com essas parcerias”, avaliou Goura.

Farão parte comitiva que visitará Angola parlamentares representantes das Comissões de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais; de Indústria, Comércio, Emprego e Renda; e de Direitos Humanos, membros do Poder Executivos e empresários ligados ao setor.

Além do deputado Goura, que preside a Comissão de Meio Ambiente e foi o proponente da reunião com os representantes angolanos, participaram da reunião desta quarta-feira o deputado Tadeu Veneri (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alep; o presidente da Agência Nacional de Resíduos de Angola, Monteiro Gomes Lumbo; o diretor do Ministério do Ambiente de Angola, Eduardo Martins Andrade Baptista; o presidente do Instituto Gt3, Maurício Barcellos Degelmann.

A proposta do deputado Goura é que as Comissões da Assembleia elaborem um inventário com as principais políticas públicas na área de resíduos, praticadas no Paraná, para ser apresentado às autoridades ambientais angolanas.