Parque Estadual do Boguaçu, em Guaratuba, precisa sair do papel, alerta deputado Goura

O deputado Goura cobrou, durante a sessão remota da Assembleia Legislativa do Paraná, realizada na tarde desta segunda-feira (4), a regulamentação do Parque Estadual do Boguaçu, localizado na APA de Guaratuba. Esta área de proteção ambiental tem enfrentado incêndios criminosos provocados pelos responsáveis pelas ocupações irregulares que ameaçam a integridade do parque.

“A situação do Parque Estadual do Boguaçu exige uma atuação e uma presença efetiva do Governo do Estado”, disse Goura, que contou que esteve na região, no dia 24 de abril, vistoriando as denúncias de incêndios criminosos a partir de um convite do comandante do Corpo de Bombeiros de Guaratuba, capitão Ícaro Gabriel Greinert.

“Até hoje o parque só existe no papel. Desde 1998, quando foi criado, aguarda que seja regulamentado. Por isso, é preciso que o Parque do Boguaçu tenha seu plano de manejo e seja objeto da atenção do governo na sua proteção”, destacou Goura, que é presidente da Comissão de Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia.

Goura lembrou que as queimadas, além de ameaçar a cobertura florestal do parque, também colocam em risco a saúde e a segurança das pessoas que vivem próximas. “O fogo provoca problemas respiratórios graves aos moradores do entorno, dos que ocupam ilegalmente, e também criam um de segurança, pois a fumaça invade a rodovia e prejudica a visibilidade.”

Ele disse que a ação do Governo do Estado é fundamental para solucionar os problemas constatados durante a vistoria. “É um problema ambiental e um problema social”, disse. Segundo ele, a solução para o problema ambiental passa pela solução ao problema fundiário.

“É preciso resolver a questão fundiária. É a pressão por moradia que faz uma indústria da ocupação irregular colocar fogo na mata para depois vender terrenos”, explicou Goura. “Já encaminhamos requerimento ao secretário Marcio Nunes, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, pedindo providências”, informou o deputado.