Respeitar, apoiar e participar – As ações do Mandato Goura no 8M

O Dia Internacional da Mulher (8 de Março – 8M) é um dia de luta. Luta por direitos, luta por espaço, luta por igualdade, luta por respeito. Compreendendo a importância da pauta, o Mandato Goura se fez presente em vários eventos, rodas de conversas, manifestações e discussões alusivas ao 8M.

Um vídeo protagonizado pelas mulheres que trabalham no mandato e o gif “Todo corpo importa” marcaram a importância de se promover esta luta.

Mulheres do PDT

No sábado (7), a terapeuta ocupacional, Isabela Perotti, participou do evento “Elas na Política”, realizado pela Juventude Socialista do PDT de Curitiba. Várias mulheres falaram sobre a importância da participação feminina na política. O evento também marcou a filiação de novas mulheres ao PDT Curitiba.

Segundo ela, o Mandato Goura trabalha várias pautas voltadas para a mulher. Entre elas, a luta contra a violência obstétrica, os direitos LGBT+ e outras relacionadas à questão de gênero.

“Recentemente, o mandato iniciou um debate sobre a menarca (fase da primeira menstruação). É importante lembrar o quanto isso afeta a participação das mulheres nas atividades sociais, educacionais, esportivas e políticas”, comentou Isabela.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Marcha 8M

No dia 8, domingo pela manhã, integrantes do Mandato Goura participaram da “Marcha 8M – As Mulheres da Favela Exigem Paz”, que pela primeira vez aconteceu fora da região central de Curitiba, e foi realizada no Bairro Parolin pela Frente Feminista de Curitiba e Região Metropolitana.

A arquiteta urbanista, Luza Basso, participou da marcha com o grupo de capoeira do qual é integrante. “A mulheres do grupo se uniram para fazer uma orquestra de berimbaus durante a caminhada. A ideia foi somar na luta e levar também a questão do toque do berimbau que simboliza uma questão de resistência, de saberes tradicionais, saberes da cultura popular brasileira”, contou ela.

O jornalista do mandato, Carlos Kaspchak, também participou da marcha. Ele registrou vários momentos da caminhada e conversou com as lideranças feministas presentes ao ato. “A revolução será feminista. Toda e qualquer luta por direitos e justiça tem as mulheres como protagonistas. Foi o que vimos nesta marcha”, disse.

8M em S. J. dos Pinhais

No domingo à tarde, o evento “Enraizar os direitos da mulher” marcou o 8M em São José dos Pinhais. A administradora Daniela Ferraz, coordenadora de projetos do Mandato Goura, participou do ato.

“O evento contou com a presença de mulheres de diversas entidades. Independente de ideologia, todas estavam unidas no objetivo de somar para que todas sejam respeitadas, para que haja mais sororidade e para que, coletivamente possamos conquistar a equidade de gênero”, ressaltou.

Dia de Rainha

O Mandato Goura também esteve presente em rodas de conversa sobre questões de saúde da mulher, menstruação, cuidados pós-violência, rede de apoio e sororidade no “Dia de Rainha”, projeto que consiste na união de um grupo de voluntárias que desenvolvem ações de valorização das mulheres em situação de rua. O ato aconteceu na Praça Generoso Marques, no Centro de Curitiba.

Mulheres e Cidades inclusivas

Nesta segunda-feira (9), foi realizada, na Assembleia Legislativa, a audiência pública “Mulheres e Cidades Inclusivas”, promovida pelo Conselho Regional de Arquitetura (CAU-PR), pela deputada Mabel Canto e pelos deputados Ademir Traiano e Goura.

Projeto de lei

Ainda sobre a pauta da Mulher, Goura assinou juntamente com a deputada Luciana Rafagnin, o projeto de lei (350/2019) que trata do acolhimento das mulheres em situação de violência nas dependências das delegacias do estado do Paraná.