Publicado há 4 dias

Os objetivos de trabalho das famílias empreendedoras, a maioria delas de agricultores familiares, que fazem parte da Associação de Turismo Rural Caminho de São Francisco da Esperança, de Guarapuava (PR), são realizar parcerias, com foco no bem comum e no fortalecimento do turismo local e regional, para fomentar o desenvolvimento sustentável da região.

 

As ações dos últimos meses culminaram no encontro sobre Turismo de Base Comunitária (TBC), realizado neste sábado (20/11) e que contou com a presença do deputado estadual Goura (PDT), que preside a Comissão de Ecologia, Meio Ambiente e Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

 

Projeto de Lei do TBC

 

O parlamentar é autor do Projeto de Lei nº 138/2021, que estabelece diretivas sobre o Turismo de Base Comunitária no Paraná. Confira aqui a íntegra do projeto.

 

Também chamado de turismo comunitário ou solidário, esse modo de fazer turismo coloca a comunidade local como protagonista de todo o processo e incorpora valores do bem viver, do bem comum, da economia solidária e do comércio justo, orientando um processo sustentável de organização do turismo no âmbito dos territórios de povos e comunidades tradicionais do campo, da cidade, da floresta e das águas, em consonância com o desenvolvimento em escala local e regional.

 

Turismo Rural no Caminho de São Francisco da Esperança

 

A programação do encontro começou com uma visita ao Sítio São Mateus, propriedade turística dos associados Márcio e Sirlei, localizado no Distrito do Guairacá. De lá, o parlamentar e equipe visitaram o Parque Estadual São Francisco da Esperança, onde está localizada uma das belezas naturais mais expressivas da região, o Salto São Francisco, com seus mais de 190 metros de queda d’água.

 

 

 

A agenda encerrou com uma atividade que envolveu todas as famílias associadas, no Sítio Agroflorestal Pedacinho do Céu, propriedade turística dos membros Cássio e Clarita.

 

 

Durante toda a tarde, as famílias de empreendedores falaram do trabalho que cada uma vem realizando, apresentaram demandas e partilharam ideias com o parlamentar e sua equipe.

 

 

Como resultado desse encontro se definiu que serão feitas ações coletivas para a promoção da associação e de seus membros no âmbito do turismo regional e estadual, com a valorização dos recursos naturais e a implementação de novas tendências como o cicloturismo e o Turismo de Observação de Aves, entre outras.

 

 

Turismo de Observação de Aves

 

Sobre o Turismo de Observação de Aves, ou a prática do “Passarinhar”, como é conhecida, Goura destacou que apresentou o Projeto de Lei 252/2021 que propõe ações que incentivem e fomentem esta forma de turismo ecológico, sustentável e que se encaixa no TBC.

 

“Além de qualquer pessoa poder praticar a observação de aves, este é um tipo de turismo que tem muito potencial de crescimento, em especial para o Turismo de Base Comunitária (TBC), e no desenvolvimento dos arranjos produtivos locais e movimento da economia dos municípios paranaenses”, explicou Goura.

 

Veja abaixo um vídeo sobre o assunto.

 

 

Incentivo ao Cicloturismo

 

Da mesma forma, o cicloturismo vem sendo incentivado pelo deputado Goura, que é autor da Lei do Cicloturismo no Paraná e de várias outras leis e projetos que ainda estão em tramitação que fomentam o setor, muitas das quais criando circuitos e rotas cicloturísticas.

 

Goura destacou que o cicloturismo requer investimentos mínimos e que é uma atividade de baixo impacto para a natureza e beneficia as economias locais, favorecendo, desta forma, o Turismo de Base Comunitária.

 

Ele explicou que o cicloturista se diferencia do turista comum porque seu objetivo não é simplesmente chegar ao destino final, mas aproveitar o caminho, que geralmente percorre estradas rurais e secundárias por seus atrativos naturais e culturais.

 

“Quem usa a bicicleta para o turismo quer conhecer os lugares e as pessoas. Isto beneficia a economia das comunidades locais com poucos investimentos, que seriam em sinalizações, panfletos, mapas e publicações na internet, sites e redes sociais, com as informações dos circuitos e rotas de cicloturismo”, explicou Goura.

 

 

União para o desenvolvimento local e sustentável

 

Para o deputado Goura, a Associação de Turismo Rural Caminho de São Francisco da Esperança tem uma importância muito grande para o desenvolvimento da economia local e sustentável, uma vez que tem como ponto de partida e de chegada o Salto São Francisco, beleza natural localizada na tríplice divisa entre municípios.

 

“Vocês estão em um lugar estratégico, onde se encontram os municípios de Guarapuava, Prudentópolis e Turvo. O que significa que tudo o que for desenvolvido aqui, em harmonia com a natureza, pode resultar em desenvolvimento regional”, observou o parlamentar.

 

A expectativa agora, de acordo com Cássio Trovatto, presidente da associação, é que parcerias como esta sejam cada vez mais fortalecidas e a associação, no conjunto das famílias associadas, assuma cada vez mais o protagonismo no processo de desenvolvimento de um turismo sustentável, capaz de gerar renda e sobretudo vida digna para todos os envolvidos.

 

 

Com a palavra, as famílias associadas:

 

“Estamos preocupados com as águas profundas. Muita gente fala em proteção de nascentes, mas nós também temos que proteger o nosso solo, pois através dele podemos contaminar a água que nós mesmos vamos consumir.” Associado Márcio, do Sítio São Mateus

 

“Precisamos pensar no Parque São Francisco. Ele é uma riqueza natural que pertence a todos. Precisamos cuidar e preservar para que continue sendo de todos nós”. Associada Márcia, do Restaurante São Francisco

 

“Eu saí daqui, de onde nasci, e fui trabalhar na cidade. Um dia decidi voltar e hoje, com meu marido e meus filhos, estamos construindo a nossa história aqui no Distrito do Guairacá.” Associada Sandra, do Restaurante Favel

 

“Nós produzimos alimentos sem usar produtos químicos, porque acreditamos que a alimentação das pessoas tem que ser saudável.” Empreendedor Altino, da Chácara Nizer

 

“Chegamos faz pouco tempo, mas enxergamos no Caminho de São Francisco um grande potencial para desenvolvermos nosso projeto familiar, em especial com o público do cicloturismo.” Empreendedora Rebecca, do Quiosque Casinha da Vó e Pit Stop Bike

 

“Eu saí da capital, Curitiba, para construir uma nova história de vida no Caminho de São Francisco. Se soubesse que viveria tudo isso que estou vivendo, teria vindo antes.” Empreendedora Marilene, Casa Carolina Espaço Vida Orgânica

 

“O nosso objetivo é trabalhar de forma agroecológica e produzir alimentos saudáveis junto com a floresta.” Empreendedor Cássio, Sítio Agroflorestal Pedacinho do Céu

 

 

 

Saiba Mais sobre a Associação de Turismo Rural Caminho de São Francisco da Esperança

 

A Associação de Turismo Rural Caminho de São Francisco da Esperança é uma organização social formada por famílias empreendedoras e da agricultura familiar localizadas ao longo da estrada que leva ao Parque do Salto São Francisco, onde está o Salto São Francisco, uma das belezas naturais mais importantes do nosso estado.

 

As famílias associadas têm buscado estruturar suas propriedades para oferecer aos turistas e visitantes experiências diferenciadas, passando pela culinária local, até visitação e caminhadas por trilhas na natureza, entre outras.

 

Clique na imagem abaixo e conheça as atividades desenvolvidas pelas famílias associadas.

 

Redes Sociais/Instagram e Facebook: @turismocaminhodesaofrancisco