Mandato Goura pede informações sobre linhas de transmissão na Escarpa Devoniana

O Mandato Goura quer saber do Governo do Paraná detalhes sobre o empreendimento da companhia francesa de energia Engie que prevê a instalação de mil quilômetros de novas linhas de transmissão que vão cruzar 25 municípios e cortar 15 km sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana, na Região dos Campos Gerais.

Documentos públicos

Para isso, protocolou, nesta quinta-feira (23), um pedido de informações junto à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) requerendo a cópia integral do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) de dois trechos, Ivaiporã – Ponta Grossa e Ponta Grossa – Bateia, que fazem parte do Sistema de Transmissão Gralha Azul.

Também são pedidas as cópias integrais do Termo de Referência emitido pelo IAP em 08/02/2018; do processo de licenciamento ambiental; das memórias e atas das audiências públicas e do Plano Básico Ambiental – PBA e do Caderno de Mapas. “São documentos públicos que deveriam ser de fácil acesso e dizem respeito a um empreendimento que afeta uma importante APA do estado”, disse o deputado Goura para justificar o pedido.

Patrimônio Natural

“Assim como outras entidades já propuseram, o Mandato Goura acredita numa solução que garanta o serviço de distribuição de energia e ao mesmo tempo que reconheça as peculiaridades locais e proteja nossos patrimônios naturais e históricos. Um projeto de Estado que valorize o meio ambiente, a cultura, o turismo e a ciência.”

Escarpa Devoniana

A Escarpa Devoniana é um patrimônio natural, histórico e cultural paranaense com cerca de 400 milhões de anos. A região abriga ecossistema único, com formações rochosas peculiares e vestígios arqueológicos importantes, o que acentua seu potencial turístico e científico. A Área de Proteção Ambiental foi criada em 1992 para proteger esse limite natural que divide o Primeiro e Segundo Planalto paranaenses.