Mandato Goura

Goura e Coren-PR vão propor projeto de lei sobre atividade privativa dos profissionais de enfermagem

O gabinete do deputado estadual Goura (PDT) e a direção do Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren-PR) vão trabalhar juntos para elaborar uma proposta de projeto de lei estadual com norma sobre as atividades privativas dos profissionais de enfermagem.

 

A iniciativa surgiu na reunião entre o deputado Goura e a presidente do Coren-PR, Ethelly Feitosa Rodrigues Santos, que aconteceu nesta terça-feira (5), na sede da entidade. A reunião foi articulada pelo doutor em enfermagem e ativista político, Luiz Fabiano Zanatta, filiado ao PDT de Barra do Jacaré (PR).

 

Na ocasião, os dois conversaram sobre a realidade profissional e quais os principais problemas enfrentados pela categoria. “Foi quando a presidente Ethely nos pediu apoio para a criação de uma lei estadual sobre limites para o exercício de atividades exclusivas aos profissionais de enfermagem”, contou Goura.

 

Ele destacou que a defesa dos direitos dos trabalhadores é pauta central para o PDT. “Participamos da reunião para conhecer a realidade dos profissionais da enfermagem e não poderíamos deixar de atender ao pedido”, destacou.

 

Resolução 543/2017

 

A presidente Ethely explicou que a reivindicação da criação de uma lei estadual está diretamente relacionada a uma questão considerada prioritária para a categoria.

 

“Falamos da Resolução 543/2017 do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), que garante o dimensionamento, ou seja, o quantitativo mínimo de trabalhadores da enfermagem por setor para garantir o atendimento seguro aos pacientes e condições adequadas ao exercício profissional”, informou.

 

Ela explicou que FEHOSPAR e o SINDIPAR ajuizaram a Ação Coletiva pedindo a anulação da Resolução nº 543/2017 na Justiça Federal de Curitiba e que a sentença foi de procedência e já se iniciou o julgamento da apelação, sendo que dois desembargadores julgaram favoráveis e o terceiro pediu vistas ao processo, suspendendo o julgamento até nova inclusão em pauta.

 

“Por isso, uma alternativa para superar essa situação seria uma legislação estadual. Não que regulamente a atividade de enfermagem., mas uma lei estadual que limite e impossibilite o profissional de enfermagem acumular funções privativas”, explicou Ethely.

 

Construção conjunta

 

O deputado Goura e a presidente Ethely acordaram que o gabinete e o conselho vão colocar os seus jurídicos para estudar e apresentar uma minuta de projeto de lei para debatida pelos profissionais de enfermagem e todos os setores da sociedade envolvidos com a questão. “Vamos fazer uma construção conjunta desse projeto de lei”, afirmou Goura.

 

“Nossa proposta é realizar uma audiência pública, o mais breve possível, sobre o projeto de lei para que não só os profissionais de enfermagem debatam o assunto, mas para que toda a sociedade participe da discussão e aprimoramento do projeto de lei”, detalhou Goura.

 

Esperança para a categoria

 

“Esperamos que ainda neste primeiro semestre tenhamos esse projeto de lei tramitando e sendo aprovado na Assembleia Legislativa”, destacou Ethely.

 

Para o enfermeiro Luiz Fabiano Zanatta, a reunião foi extremamente produtiva e organizada. “Foi colocado em discussão uma estratégia para que seja apresentado um projeto que a categoria tanto merece e precisa. A presença e a força do deputado Goura oxigena as esperanças da enfermagem paranaense”, disse Zanatta.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Get Curated Post Updates!

Sign up for my newsletter to see new photos, tips, and blog posts.

Subscribe to My Newsletter

Subscribe to my weekly newsletter. I don’t send any spam email ever!

Pular para o conteúdo