Goura participa da abertura de workshop sobre mobilidade urbana da APEAM

Deputado Goura (PDT) participou, nesta quinta-feira (26), da abertura Workshop de Mobilidade Urbana – Aspectos Ambientais, Energéticos e Sociais, organizado pela Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM) em parceria com CREA-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná), no auditório do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP).

O parlamentar fez um apelo aos participantes para que também atuem em defesa das universidades públicas. “Nosso apoio às universidades públicas é fundamental para o desenvolvimento da pesquisa e extensão no país neste momento que nossas instituições de ensino superior sofrem ataques. Em um evento como este fica evidente a contribuição das universidades para qualificar os debates como, por exemplo, a mobilidade urbana.”

No decorrer da sua fala, Goura falou da situação da mobilidade urbana em Curitiba e do contexto que envolve as políticas públicas para a área. “Apesar dos avanços conquistados pela cidade no decorrer dos últimos anos, nós estamos estagnados numa visão de mobilidade que ainda privilegia o automóvel em detrimento de outros modais”, disse. Isso, segundo ele, apesar de toda a legislação existente sobre mobilidade urbana.

“Não estamos vendo a aplicação da lei da Mobilidade Urbana no que tem de mais inovador, que são os conceitos de que o coletivo deve se sobrepor ao individual e que a mobilidade ativa deve ser privilegiada em relação à motorizada”, explicou. “Mesmo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Agenda 2030 da ONU, são só uma referência e pouco aplicados na prática.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Modelo falido

Sendo mais objetivo sobre a mobilidade urbana em Curitiba o deputado disse que a cidade, historicamente, tem exportado um modelo falido de mobilidade. “Ainda se reproduz os mitos relacionados ao urbanismo de Curitiba. E andando por diversas cidades do Paraná vemos que este é reproduzido sem critérios e análise crítica”, disse.

Goura destacou o que acontece com as políticas públicas para o transporte coletivo em Curitiba. “Um sistema que parou no tempo e tem perdido usuários ano a ano, que deixou de ser prioridade em relação ao transporte individual, que tem prioridade nesta gestão e nas anteriores. Se o ideal é termos um transporte coletivo barato, com preço justo, transparente, onde o cidadão tem controle dos gastos, e eficiente e confortável ficamos longe de termos isso hoje”, criticou.

O evento teve diversos painéis temáticos e em um deles a participação do engenheiro ambiental Ivo Reck Neto, que integra o gabinete do deputado Goura, que falou sobre Consumo de energia na mobilidade urbana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here