Mandato Goura

Goura usa tribuna da Alep para fazer alerta sobre saúde mental das forças de segurança do Paraná

O deputado Goura (PDT), membro da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), usou a tribuna na sessão ordinária desta terça-feira (26) para fazer um alerta sobre a saúde mental dos servidores da segurança pública no Paraná.

 

Goura citou a agressão sofrida pela empresária Stephany Rodrigues, na Cidade Industrial de Curitiba, no dia 23 de outubro, durante uma operação de fiscalização realizada pela Polícia Militar, e o caso ocorrido no dia 20 de outubro, em Londrina, quando o Soldado da Polícia Militar Nelcindo Zanchi Junior, atentou contra a própria vida.

 

O deputado afirmou que convidou a empresária para comparecer à Comissão de Direitos Humanos da Alep para relatar a sua versão dos fatos, e externou o sentimento de pesar para todos os familiares, amigos e amigas do Soldado Nelcindo Zanchi.

 

Em uma nota pública, também emitida nesta terça-feira, Goura ressalta que os alertas sobre a saúde mental dos policiais estão sendo dados há muito tempo e citou a realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa que discutiu o tema. “Durante o evento, a Major Cristina Muzeka, que durante anos foi Chefe do Centro Terapêutico da PMPR, afirmou: ‘Nós temos um grande número de sofrimento, esse sofrimento que não pode ser dito. O que não sai na fala, às vezes sai na bala, contra si mesmo, o suicídio, ou um ato de violência maior do que o necessário para a comunidade’”.

 

Em outro trecho da nota, Goura afirma que já protocolou através da Comissão de Direitos Humanos da ALEP, junto ao Deputado Tadeu Veneri, requerimentos cobrando providências e informações urgentes para esclarecimento dos casos. “Não vamos nos calar na defesa dos Direitos Humanos, incluídos os direitos dos servidores e servidoras da segurança pública. Cobraremos políticas públicas, valorização das carreiras, cursos de requalificação e reposição de equipamentos para o trabalho. Assim como exigiremos que o Estado responda à altura quando as forças de segurança pública atentarem contra a vida da população”, finalizou.

 

Leia a íntegra da nota no link abaixo:

 

Foto: Dálie Felberg/Alep

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Get Curated Post Updates!

Sign up for my newsletter to see new photos, tips, and blog posts.

Subscribe to My Newsletter

Subscribe to my weekly newsletter. I don’t send any spam email ever!

Pular para o conteúdo