Deputado Goura e IDP pedem regularização da energia elétrica na comunidade Chacrinha

O deputado estadual Goura (PDT) se reuniu nesta quinta-feira (8) com representantes da Copel para tratar da regularização e melhoramento da rede de energia elétrica na comunidade Chacrinha, situada na região sul de Curitiba, no Bairro Alto Boqueirão.

 

A comunidade é composta por 65 famílias e 49 crianças. Atualmente passou por processo de formalização da associação de moradores para dar coro coletivo as suas reivindicações sociais.

 

A comunidade Chacrinha existe há mais de 40 anos e está localizada próximo ao limite do município com São José dos Pinhais, ao lado de outra área de ocupação informal, a Vila Pantanal, que conta hoje com algumas medidas de intervenção do poder público na estruturação urbana, como pavimentação e acesso a rede elétrica individualizada e regular.

 

A falta de uma rede elétrica regular tem causado inúmeros transtornos à comunidade pela instabilidade da rede, como a queima de aparelhos eletrodomésticos, além de riscos de curto-circuito que podem gerar problemas bem mais graves, como incêndios.

 

O deputado Goura ressaltou que há total interesse da comunidade em regularizar a situação, uma vez que não existe reivindicação ou ação de reintegração de posse da área.

 

“Trata-se de uma área consolidade e de posse mansa, ou seja, não há conflito nesse caso. Tanto é que as famílias estão lá há mais de 40 anos”, disse.

 

 

O professor Everton Rodrigues Passos, que é diretor da Escola Municipal Bento Mossurunga, no Alto Boqueirão, contou que durante a pandemia, por exemplo, estudantes ficaram sem acesso às aulas online por falta de energia.

 

Além disso, não há iluminação pública na principal via de acesso, que é utilizada pelas crianças para chegar até escola. “A busca por energia elétrica regular é uma busca por cidadania”, ressaltou Everton.

 

O superintendente comercial da Copel, Breno Cesar Souza Castro, se colocou à disposição para buscar uma solução para o problema e explicou a necessidade de alguns procedimentos junto à Prefeitura de Curitiba e ao Instituto Água e Terra (IAT) para que a Copel possa realizar melhorias paliativas enquanto não concluído o processo de regularização da área.

 

Tanto o deputado Goura quanto o IDP se colocaram à disposição para auxiliar a comunidade nos procedimentos junto à prefeitura e ao IAT.

 

Também participaram da reunião, a advogada Valéria Fiori, representante do Instituto Democracia Popular (IDP), a advogada e assessora parlamentar Mariana Auler, o diretor adjunto de Comunicação David Campos e representantes do corpo jurídico da Copel.