Goura participa do programa “BDF Onze e Meia” em debate sobre as ações da prefeitura durante a pandemia em Curitiba

O deputado Goura (PDT-PR) participou, nesta sexta-feira (19), de um debate sobre as políticas da Prefeitura de Curitiba no combate à pandemia do novo coronavírus promovido pelo programa BDF Onze e Meia do site de notícias Brasil de Fato Paraná (BdF-PR), que também teve a presença da vereadora Professora Josete (PT-PR), Frédi Vasconcellos e Gabriel Carriconde, ambos pelo BdF-PR.

“Além das ações desencontradas e da falta de clareza na comunicação sobre as decisões da prefeitura em relação à pandemia, eu acho que o prefeito Greca demonstra que não tem as qualidades necessárias para gerir a cidade em uma situação de crise. O que ficou muito claro nessa gravíssima crise sanitária provocada pela covid-19”, criticou Goura.

Assista abaixo ao vídeo do programa:

Segundo ele, esta situação se agrava por conta do perfil autocrata e autoritário do prefeito. “Nos momentos de crise é preciso ter uma postura democrática, de escuta e estar disposto ao debate para que as melhores decisões sejam tomadas”, afirmou. Segundo ele, o problema se agrava quando o prefeito escolhe beneficiar setores em detrimento da maioria da população.

“As decisões não podem ser tomadas de cima para baixo. Não podem atender interesses específicos de grupos econômicos, como foi a ajuda emergencial aos empresários do transporte coletivo. Isso, só para defender o lucro dos empresários enquanto a população continuou enfrentando o risco de contaminação altíssimo usando o sistema. Pensou-se mais no lucro do que nas pessoas.”

Só marketing
Goura disse que mesmo em meio à pandemia o prefeito Greca não deixou de fazer apologia da própria gestão mesmo quando isso não corresponde à realidade. Ele disse que a Prefeitura de Curitiba poderia, e ainda pode, investir em soluções alternativas de transporte na cidade durante essa crise.

“Vende-se a ideia de capital ecológica, de smart city, de cidade da inovação e o que vimos foi essa desastrosa gestão do transporte coletivo. Quando poderíamos ter seguido o exemplo de outras cidades que apostaram na ciclomobilidade, na bicicleta como alternativa de transporte mais seguro na pandemia”, destacou.

Ele lembrou que o que a prefeitura anunciou foi implantação de uma ciclovia temporária, que funciona somente aos sábados, no entorno do Mercado Municipal. “Enquanto isso a população continua se contaminando nos ônibus. E não adianta culpar a população, quando não se age com assertividade e da melhor maneira.”

Solidariedade
A Professora Josete destacou que as ações do poder público durante a pandemia deveriam sempre levar em conta os interesses da maioria da população. “Além de conscientizar as pessoas que têm mais dificuldade de acesso à informação, aos recursos tecnológicos e outros, a prefeitura deveria apoiar e incentivar todas as iniciativas de solidariedade e outras”, disse ela.

Josete disse concordar com o deputado na crítica ao modo como a crise sanitária é conduzida e sobre os desencontros e contradições das decisões das políticas de enfrentamento ao coronavírus. “O Goura destacou bem, o prefeito promoveu um desmonte das políticas sociais, na assistência social, na saúde e na educação. Agiu contra os direitos do funcionalismo público. Fechou UPAs e privilegiou grupos.”

Goura disse que mesmo durante essa crise é possível agir politicamente de forma diferente e criar alternativas para encontrar soluções que beneficiem realmente a maioria das pessoas, que atendam os interesses do bem comum. “É possível reinventar, ressignificar a política. É preciso ter ousadia e ter uma visão de sociedade mais fraterna”, disse.

“Temos que ir para além do marketing e promover as políticas públicas que de fato transforme a cidade e tenhamos uma sustentabilidade efetiva. Vamos fazer Curitiba caminhar para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.”

O programa BDF Onze e Meia vai ao ar nas segundas e sextas-feiras, às 11h30, na página do Facebook. Confira aqui.