Se sair de casa for inevitável, vá de bicicleta: dicas para pedalar em meio à pandemia

A regra é: fique em casa. Colocar o pé para fora somente quando não há alternativa. E, antes de tomar essa decisão, pergunte se realmente você não pode seguir o dia sem correr os riscos que a rua oferece em tempos de coronavírus. Se a saída for inevitável, pense na bicicleta como meio de transporte. Por ser individual, oferece menos riscos de contaminação. Além disso, evita poluição e faz com que você se exercite.

Porém, não é simplesmente pegar a bicicleta e sair pedalando. Essa, como toda saída, requer uma série de cuidados essenciais para tentar evitar a contaminação.

Então, pensando em quem ainda precisa ir até o trabalho, comprar suprimentos ou visitar pessoas vulneráveis, o Mandato Goura elaborou um guia de cuidados que devem ser tomados para quem optar pela bicicleta como meio de transporte.

Cuidados indispensáveis para o uso da bike:

• – Antes de sair de casa, deixe reservado um local para higienização, com água e produtos de limpeza, dos tênis, capacete, óculos, garrafa e demais objetos utilizados na pedalada;

• – Leve sempre álcool em gel e toalha de papel para fazer a higienização das mãos, do guidão e da trava (depois que ela entrar em contato com um suporte de bicicleta) e use luvas quando estiver em público;

• – Pedale com cuidado para evitar qualquer tipo de acidente ou lesão e mantenha-se hidratado (leve sempre uma garrafa com água). Lembre-se que os hospitais já estão lotados;

• – Não use bebedouros e evite tocar superfícies e objetos compartilhados;

• – Mantenha pelo menos dois metros de distância em relação aos demais; evite passar em poças e buracos para não se expor (e não expor outras pessoas) a gotículas contaminadas pelo vírus, pois ele é eliminado nas fezes e na urina, e pode permanecer contagioso em água de esgoto que pode estar no asfalto em poças;

• – Lembre-se da regra básica: evite tocar seu rosto, boca, nariz e olhos, principalmente se as mãos não estiverem limpas;

• – Higienize as mãos ao entrar e sair dos locais visitados (lojas, restaurantes, farmácias ou supermercados);

• – Crie uma área de desinfecção em casa para higienizar todos os produtos que você traz da rua.

Cuidado é essencial

É muito importante tomar todos essas medidas de prevenção, pois o coronavírus é bastante resistente e pode sobreviver por horas e até dias em diferentes superfícies. Portanto, tome cuidado para não trazer o vírus para dentro da sua casa.

Outra regra básica que não deve ser esquecida é a devida sinalização (com refletores e movimentos indicativos) e a manutenção da bicicleta. Se possível, sempre use capacete.

Antes de sair, informe-se sobre as medidas de restrição ou quarentena obrigatória nos locais de destino – e ligue para se certificar que eles estarão abertos. Evite trajetos longos e pesados para não gerar desgaste físico e uma consequente queda na imunidade.

Exemplo a ser seguido
Algumas cidades, como Bogotá, capital da Colômbia, estão aumentando a malha cicloviária da cidade, em muitos casos utilizando as canaletas de ônibus temporariamente, como forma de melhorar a qualidade do ar e auxiliar na recuperação dos doentes.
Além de Bogotá, várias outras cidades estão incentivando o uso da bike em vez do transporte público, que reúne muitas pessoas em espaços pequenos. Iniciativas semelhantes estão sendo tomadas na Cidade do México, Nova York e Seattle, entre outras. Em todos os casos, a iniciativa parte do próprio governo.

Mais do que nunca, andar de bicicleta é uma maneira segura de se exercitar. Em tempos de coronavírus, ajuda a proteger nossa saúde física e mental durante um período de isolamento social. E para aqueles que podem estar sofrendo um impacto financeiro durante essa desaceleração, andar de bicicleta também é o modo de transporte mais acessível.

Esses exemplos podem ser seguidos por Curitiba e várias outras cidades do Paraná e do Brasil. É urgente a disponibilização de infraestrutura, ainda que temporária, que incentive a mobilidade ativa, evitando o uso do transporte coletivo, um dos grandes vetores de proliferação do vírus.
Fique em casa. Mas, se for inevitável sair, vá de bike e tome todos os cuidados possíveis.